segunda-feira, outubro 19, 2009

47...




47…



Eu não quero compreender valores,

alguns massacram o que penso e sinto.

Para ser livre minha alma exige

a condição de ser inteira.


Eliane Alcântara.

2 comentários:

Antonio disse...

Querida Eliane:
Uma poetisa livre como você só pode mesmo se aceitar se for prá se entregar inteira..Adoro teus poemas assim,..plenos de paixão..
beijos
Touche
http://poetasdeguarulhoseoutrosversos.zip.net

Eurico de Carvalho disse...

Olá, Eliane! Aqui estou, de novo… Ultimamente, é verdade, os nossos caminhos não se têm cruzado.
Como sempre, a sua poesia traz me ressonâncias… Neste caso, as belíssimas palavras de Ricardo Reis (o heterónimo epicurista de Fernando Pessoa): «Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui.»
Bem haja, Eliane!