quarta-feira, setembro 10, 2008

19...


19...

No tanto de mim
nasce a cada dia
outras esperanças
e as asas que arranco
é o que possibilita aos olhos
o compreender,
a simplicidade das coisas
despercebidas.

Eliane Alcântara.

2 comentários:

JMJC disse...

olá Eliane boa noite é admirvel a maneira como te exprimes, adorei teu poema, tou muito muito curioso de ver o poema nº20
bjssssssssssssss

Fernando Rozano disse...

seq^¨uência extraordinária...o domínio da palavra e da escrita se encontram com espontânea criatividade. Beijo.